4 de setembro de 2010

RIGOLETTO



O Rigoletto, caro leitor, é daquelas óperas que qualquer pessoa se não for do outro mundo, portanto desconhecedora da cultura deste planeta, que se diz que não conhece ou ignora engana-se.  Engana-se de certo pois La Donna é Mobile é uma das melodias mais conhecidas em todo mundo. Uma pérola, uma imagem  sonora de marca da cultura musical sobretudo por aquela designada por ópera.

Desde hoje que estamos a ser brindados na RTP2, em transmissões cedidas pela RAI para 148 países, com um raro momento cultural de grande nível. Quem soube, pode hoje assistir às 19:30 à transmissão directa e ao vivo do Rigoletto de Verdi a partir de Mântua, cantado e representado cenários naturais históricos como algumas das salas do Palácio dos Gonzaga, ruas e outros locais ainda a ver, isto porque a transmissão é descontinuada, ou seja para realçar a acção o seguimento cronológico dos factos nos seus diferentes horários faz com esta concretização se passe na hora do dia de acordo com cada cena. Assim, o decurso de um dia e meio do tempo de toda a acção é descrito pelo crepúsculo e noite correspondentes ao I e II acto (hoje transmitidos nesse horário - 19:30); o principio da tarde amanhã no palácio ducal correspondente ao III acto, no Domingo, às 13h; e a noite na taberna e junto ao rio correspondentes ao IV acto, no Domingo, às 22:30.

Estas transmissões, criando interactividade espaço-temporal, contam no elenco com Placido Domingo no papel de Rigoletto, que agora no final da sua carreira e pela sua importância dá-se ao luxo de interpretações, com excelência, dos grandes papeis baritonais, somando com Simão Boccanegra a segunda incursão neste âmbito.

Resta salientar, as interpretações brilhantes, dirigidas pelo maestro Zubin Metha, do soprano Julia Novikova no papel de Gilda; do tenor Vittorio Grigolo no papel do Duque de Mantua; e de Gianfranco Montresor em Monterone - que aliás já se apresentou em São Carlos no papel de Leporello na estreia mundial de Il Dissoluto Assolto de Corghi/Saramago.

Amanhã, Domingo, ás 13h e às 22h30, já que vergonhosamente nenhum meio de informação on-line, ping your blog, não noticiam este acontecimento.


N.B. - A famosa ária La Donna é mobile canta-se pouco depois das 22h30m. Bem sei que não é futebol, o hino do Benfica ou a Maria José Valério, caro leitor, mas ao menos por esta ária vale a pena.


3 comentários:

Xaninha disse...

Claro que vale a pena!!!!!! :)

beijinho

Bartolomeu disse...

@Xaninha,

ainda bem Xaninha, acabaste, mesmo que me estejas a enganar, de ganhar a salvação dos justos!

Abraço

Isa GT disse...

Acredita que não vejo futebol, muito menos hinos do Benfica, Sporting ou afins, Marias não sei do quê e tenho verdadeira alergia às novelas.
Hoje, domingo, não posso prometer que às 22h 30m vou ouvir mas, pelo menos, estar informada e poder escolher, nunca fez mal a ninguém, bem pelo contrário ;)

Bjos

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails