24 de maio de 2010

ARGOLAS E CAVACAS DE SANTA QUITÉRIA

.
Para adoçar a boca, enquanto não passa o andor, ou para mais tarde em casa recordar o dia, a nobre arte da Cavaca e seus aparentados são ainda possíveis encontrar nestas festas de romarias tal como uma variada doçaria tradicional de venda livre, à antiga portuguesa.



(c) Santos & Santinhos


Em Meca são tradicionais as Argolas-de-Santa-Quitéria enlaçadas por fitas encarnadas que tal como nos pãezinhos de Santa Quitéria (que não os vi por nenhum lado), serviam para que depois de ingeridos fossem usados como amuletos - atados ao pescoço ou cozidos na roupa -, preservativos contra a raiva (revista lusitana pág.110).


(c) Santos & Santinhos


Mas nas bancas há de tudo: Cavacas, Cavaquinhas, Argolas de Santa-Quitéria, Beijinhos, Suspiros, Ferraduras, Pão doce, Queijadas, Amendoim caramelizado, etecetera e tantos que aqui ficam por lembrar, entre a pevide, o amendoim, o caju, o pistáchio e o tremoço!

Portugal que ainda sobrevive nas suas tradições populares, e enquanto houver lembrança há esperança!



News about:

O que esconde o sorriso mais famoso da história. Colesterol?
Uma mão cheia de pistáchios para combater o colesterol
Novo estudo sobre colesterol pode ajudar em transplantes e cancro

5 comentários:

polittikus disse...

Por acaso, já marchavam...
A gula não é pecado, sr. Santinhos...

Bartolomeu disse...

Sr. polittikus,

e são bem boas.

Trouxe de lá um saco de ferraduras que bem me estão a saber ainda já que a gula só é pecado para quem no mínimo não viu a santa passar.

Indulgências, meu caro, indulgências!

:P

Abraço

Leca disse...

Deu água em minha boca...
beijos
gentis
Leca

Bartolomeu disse...

@Leca:

e são deliciosas!

Abraço

Isa GT disse...

Adoro as cavacas em argola, muito melhores que as outras (sem buraco lol)

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails