20 de fevereiro de 2010

TRISTESSE BY CHOPIN E BY ME

.

.
.
A triste tristeza,
Percorre o magoado rosto
Num salgado deleite,
Ensombrando a expressão,
De anos de sentidas ofensas
Daquilo que é viver... daquilo que é a vida...
Daquilo que vai e vem
E não se sabe a razão.

(Ah! Suspiro esta pena
Que sobrecarrega o espírito.
Oxalá se apresse o termo...
Oxalá, oxalá!...)
.
.

Sem comentários:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails