30 de setembro de 2009

RIMAS GUINCHADAS E ÁCIDAS A UMA PRINCESA CAPRICHOSA COM CARA DE INFANTA ESPANHOLA OFENDIDA




after Velasquez,
by me

Lá vai a Infanta ofendida
Princesa Senhora convencida
Correndo pelos átrios da vida
Nesse Palácio onde só ela é bem vinda!

Esbaforida vai passando
Cheia de pulgas se coçando
P'los seus dedos pejados de ranho
Caído com suas lágrimas endurecidas.

Corre, corre ó Princesa
Vai queixar-te a quem tu queiras
Mordeste-te!!!... ai pobrezinha (que peninha)!
Diz-me pois, agora, vá... diz-me: a que sabe o teu veneno?

Já vai verde de ofensas mil de si por si feitas
Verde de ira. Verde de vida
Espuma, sim... ESPUMA Ó NOBRE RAPARIGA!
Ou antes que Sol se ponha te vejas numa rãzinha!

Ohhh... lá vai a Infanta ofendida
Princesa Senhora convencida
Caprichosa, vaidosa e presumida...
Se não mudas... não há quem te ature... (que maçada!)


2 comentários:

. Intemporal . Paulo . disse...

. querido Bartolomeu ,,, .

. foi com enorme supresa que te voltei a receber no Intemporal .

. cheguei a pensar que tivesses abandonado a blogosfera, facto que respeitaria, mas que muito me entristeceu .

. porque és singular .

. deixo.TE o abraço de sempre, igualz.íssimo ao do primeiro dia e espero ter.TE por aqui sempre e para sempre .

. eu ... farei o mesmo ... enquanto o destino me conceder .

. re.abraço.TE e agradeço.TE por seres quem és .

.de alma grande.

. de lés.a.lés.

Bartolomeu disse...

Obrigado Paulo,

és sempre muito simpático! :) Mas sou apenas um entre tantos, como outros tantos.

Abrç

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails