20 de setembro de 2009

A HISTÓRIA DE UMA TRUTA




Numa clara ribeirinha
Saltando, nadava cima a baixo
Nas lindas e transparentes águas,
Uma simpática e feliz Truta.

Eu em deliciosa paz
Tudo via junto ás margens
O banho do lindo peixinho
Na clara ribeirinha.

Do outro lado um pescador
Trazendo nas mãos uma cana
Observa, frio e impiedoso,
O movimento do peixinho no rio.

Enquanto a água estiver clara
- assim pensei eu,
Ele não conseguirá com a sua cana
O peixinho pescar!

Mas a espera ao ladrão
Se tornou em longo tempo
E com um pau, as águas tornou turvas
Realizando assim a sua determinação.

Então lançando a sua cana
O peixe por fim alcançou.
E eu triste e devastado
O peixe, traído p'las águas, vi ser pescado.


Sem comentários:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails