11 de julho de 2009

URBAN BEACH AT LISBON

.














Junto ao rio por de trás do Kais, abriu esta noite o mais recente local sensação para o verão nocturno lisboeta - K URBAN BEACH - pertencente ao grupo K. Aqui fica a minha impressão, em noite de inauguração:

Local medíocre e sem classe, feito com materiais de pouca qualidade - fibras e alumínios -, com ar barato e improvisado com decoração reciclada do antecessor engraçado e sofisticado Kubo. Este novo espaço assemelha-se a algo entre um armazém de mercadorias, ali para os lados da Azambuja, e um stand de 3ª categoria de uma feira de província (não obstante vai ser o local mais badalado de Lisboa, mas eu não volto lá); No Wc não há nem papel, toalhas ou secadores para as mãos; Pias entupidas a inundarem o espaço e Mulheres a invadirem o WC dos homens, à laia de Expo98 - para quem se lembra; Festa animada e pouco engraçada; Musica comercial cansativa; Pouca gente gira; Pouco glamour com muitos broncos e broncas (entenda-se gente mal-educada, pouco cívica e sem cortesia dando encontrões, pisadelas e entornando bebidas para cima dos outros ainda que acidentalmente).

Eu não gostei, como aqui transpareci, pois o local não me agradou nem nele me senti confortável ou me diverti. É certo que não lá voltarei. As fotos podem soar engraçadas mas não transparecem a realidade do local. Esta, é apenas a minha opinião. Não digo, não vão pois não tenho esse direito. Porém, lembro apenas que um local aparentemente deslumbrante não é sinónimo de qualidade e de chic, como aqui se pretende. Lisboa tem destas coisas - já o Eça as narrava -, e cada um sente-se bem onde entende!


17 comentários:

Luís P. disse...

Bem... deixa-me que te diga que com essa descrição dantesca não dá muita vontade de conhecer a chafarica, não! E tens todo o direito de aconselhares os outros a lá não irem desembocar (eu faria imensa campanha contra a coisa no teu lugar! ;) :P)!

Mas as fotografias não demonstram mesmo a coisa - estão giríssimas!

Abraço

P.S. Sim, o que arrepia é ler o Eça & Companhia e perceber que não mudámos nada nada nada... e muito do poucoxinho que mudámos... foi para pior! :(

o Nosso cAstelo disse...

ah então o sr Bartolomeu andou na borga...hummm...suposto ´santinho´...estou a brincar!

li o teu post, fica a anotação embora não frequente a noite ;)

bom fim-de-semana

Bartolomeu disse...

Olá Luís,

sabes porque entra um cão numa Igreja?

...

...

...

...

é porque a porta está aberta

A lógica é a mesma!

lol

Abraço,


Bartolomeu

Bartolomeu disse...

Ola Princesa,

Santinho na borga em Boss, Calvin Kleine, Gant, Gucci e como uma aura de Terre D´Hermes!

Eh eh eh... Noblesse Oblige! ;)

Bj


Bartolomeu

o Nosso cAstelo disse...

hummm... :) lol

Makyarim disse...

Olá Bartolomeu... já tinha lido o teu post,mas não comentei creio que nem sempre devemos comentar só por comentar(uso correcto da palavra), mas hoje ao ler os comentários senti uma enorme vontade de escrever. Acredito com o passar do tempo uma pessoa possa ficar mais exigente, é um facto... Estamos a chegar a um ponto onde nada espanta, por que tudo está inventado e já não têm a criatividade de reinventar o reinventável, por que apenas querem obter lucro e é assim que as coisas perdem a fantasia ou mesmo a magia.

Gostei muito do teu comentário acima, o porquê do cão entrar na igreja. hehehehheehhehe. Foi esse comentário que me fez escrever.

Votos de um Santo dia,

Mak

Anónimo disse...

Epa... Fui lá sabado e gostei. Lá está, quando se está entre amigos, tudo é bom. A tua apreciação pareceu me demasiado superficial, e pseudo social. Não es nenhuma rockstar que eu saiba, e caí aqui no blog mesmo ao acaso. Sabado gente gira, não faltava. É como te digo, secalhar foste mais um dos "broncos" que foi la. O "tuga" adora inaugurações, e tu foste um deles, essa é que é a verdade, para depois criticar. Quanto ao espaço, achei interessante, diferente, semelhante ao Kubo, mas com uma pista interior onde a musica servia para outros gostos. Voltarei lá novamente.

Nuno

António Rosa, José disse...

Caro Bartolomeu,

O assunto deste seu post devería ser o suficiente para eu não deixar nenhum comentário, pois se há alguém que já se esqueceu do que é sair à noite, no sentido do seu post, eu sou essa pessoa. Nem sequer é por causa da idade. Portanto, nada sei do assunto para me meter a comentar aquilo que verdadeiramente desconheço.

No entanto, confio no que diz e na sua análise. Se em vez de ter lido aqui sobre o K URBAN BEACH (o que me fez perceber muito bem do que se tratava), me falassem sobre um espaço destes, eu teria ficado muito intrigado, sem entender nada do assunto. :)

As fotos estão engraçadas e já vão sendo uma imagem de marca sua.

Abraço de boa semana,

António

Anónimo disse...

Nao sei qual os parametros de avaliação do local. O espaço é dos mais interessantes em lx. A música exactamente igual ao resto dos bares K. Até a equipa é igual (seguranças, barmans, bargirls, etc).
O espaço, para quem não sabe, é provisorio. Até o Kubo estar a funcionar, servirá este para o grupo K arranjar fundo de maneio (certamente) para as obras. Gente gira havia. cabeleireiras do Barreiro e arredores também. muitos sapatinhos de vela também. tirem as vossas conclusões

Makyarim disse...

Isto está a começar a aquecer Bartolomeu... :)

Mak

Bartolomeu disse...

Olá Makyarim,

do teu comment, uma boa síntese retiro:

"Estamos a chegar a um ponto onde nada espanta /.../ por que apenas querem obter lucro e é assim que as coisas perdem a fantasia ou mesmo a magia."

Eu também lá entrei... eheheheh... sem ter de esperar na imensa fila... eheheheh... sem pagar consumos da praxis... eheheheh... por não ter gostado, assumo isso mesmo!

Obrigado pelo comment, e pela tua presença por aqui.

Abraço,


Bartolomeu

Bartolomeu disse...

Ola Anónimo-Nuno

obrigado pela sua visita, e pelo comment que deixou. Seja bem-vindo!

Sem diatribes, só mesmo indo se saberá se se gosta ou não de um local. É óbvio que não partilhamos da mesma visão das coisas, assim como de um deslumbramento fácil condicionado por novidades - sejam eles espaços badalados ou fashion (regra geral, assumo que gosto deles).

Como não o conheço, depreendo pelo seu comment, que, segundo os seus critérios, o importante para si é "o barulho das luzes". Não o que pisa ou onde está, mas o que os seus olhos lhe mostram de acordo com a sua capacidade de enxergar o que o rodeia.

É a sua opinião. Obrigado por partilha-la.

Abraço,


Bartolomeu

Bartolomeu disse...

Ola António Rosa,

ao fazer a minha análise, tentei afastar-me o mais possível do condicionamento de opinião - apesar de latente. Goethe, quando escreveu Werther, nunca poderia prever que o seu livro fosse originar uma vaga de suicídios, dado o seu conteúdo. Por isso, numa edição seguinte escreveu uma nota em que dissociava o assunto (desmotivando tais actos remetendo-o para o campo da fantasia).

O mesmo serve para a minha análise. Aliás, Salões e Arraiais nunca andaram de mão juntas.

Acrescento: algumas fotos são de um tapete de areia rodeado por um espelho-de-água, que cria uma inteligente e agradável ilusão de nivelamento entre o rio e o espaço. É esta a ideia do conceito decorativo - Urban Beach -, em que realmente há um distinto requinte e bem estar, relativamente ao restante espaço. Adverte-se a quem calce coisas caras, que evite o tal tapete... não vá estragar os sapatos!

Abraços,


Bartolomeu

Bartolomeu disse...

Olá Anónimo das 3:07 PM,

obrigado pela sua visita e comment. Seja bem-vindo!

Já tinha conhecimento do carácter provisório do espaço. Aliás, a informação que me chegou era que este local foi improvisado para que não faltasse um Bar de Verão no grupo K, e aos seus clientes, enquanto o Kubo seria adaptado para funcionar o ano inteiro. Falar de fundo de maneio, parece sugerir recolha de fundos para uma obra religiosa...

Na realidade, as horas sossegadas das festas ainda são as melhores pois à medida que o tempo a avança o auge e declínio dão-se num espaço de tempo muito rápido. Gente gira, Cabeleireiras do Mundo, Balconistas e Sapatinhos de Vela já convivem à muitos anos uns com os outros, na hora do copito a mais até trocam impressões como se nada fosse.

Abraço,


Bartolomeu

Bartolomeu disse...

Caro Mak,

ora, é Verão!...

:)

Abraço,


Bartolomeu

Anónimo disse...

Também já vi criticarem com muito mais classe!!!!
O espaço é provisório!

Bartolomeu disse...

Caro Anónimo das 12:54 Am,

obrigado pelo seu comment, e pelas poucas pouquinhas palavras que nele imprimiu, assim como da sua presença ou passagem por aqui.

já era do nosso conhecimento o carácter provisório do espaço - como aliás, está registado em comments anteriores.

Volte sempre!
Abrç

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails