27 de maio de 2009

TEMPUS QUOTIDIANUS





4 comentários:

Paulo - Intemporal disse...

na derradeira viagem do quotiadiano .

sublime .

o traço que re.passo ao passo rítmico do teu Ser .

aqui .

onde infinita . mente me transportas na lonjura dos equinóceos .

que sejas sempre :

o saco na porta
o pão para amanhã

abraço-TE .

e saio . rendido .

Bartolomeu disse...

Obrigado, bom Paulo

Essa sublimação não me pertence, é somente fruto da força de uma palavra adivinhada no encontro com o divino imortal numa convicção reiterada no silêncio de um pequeno gesto.

Sublime é a tua forma de ser poética, que leio, bebo e vou guardando neste cofre!

Abraço

JotaSP disse...

Sublime_________________________________


Lindíssima fotografia!

Abraço-te assim «««

Bartolomeu disse...

Obrigado caro,

sublime vai sendo a tua presença neste espaço que já não te é indiferente!

Com estima e amizade, longo abraço!


Bartolomeu

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails