19 de abril de 2009

CONVULSÕES





































2 comentários:

Zé Miguel disse...

A escada do céu,
O céu e o campo,
Campo anjélico,
O anjo-homem,
O homem em troco nú fumante,
Nú como lágrima,
Lágrima crucificada,
Crucificar o tempo,
Tempo esse infernal,
Inferno de chama,
Chama que arde,
Arda o homem!

Homem que chora, que arde, é diferente! Tanto pode desiludir como iludir qualquer gente!

Convulsão ao HOMEM!

José Heitor Santiago disse...

Bartolomeu, agradeço o seu comentário e felicito-o pelo seu blogue.





Espero (também) que outro Maio,
ou outro Abril,
se cumpram
por ordem dos ciclos do céu,
e façam de todos nós
inteira primavera
e possamos todos de pé,
desenhar outro caminho
floridos de humanidade,
ser de novo Portug(ra)al.

A mudança espreita
lá do fundo,
bem escondida,
impelindo à (r)evolução;
abalarão todas as estruturas,
o poder instituído
ruirá,
assim como todas as dores,
males
e (des)enganos!...


Será outro
o refrão,
a cantar,
deste Lusitano fado.


José Heitor Santiago

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails